Liverpool pressiona City ao bater Watford em jogo com apoio a Salah

Liverpool pressiona City ao bater Watford em jogo com apoio a Salah

Liverpool pressiona City ao bater Watford em jogo com apoio a Salah

Após se enfrentarem nas Eliminatórias, em duelo que tirou o Egito da Copa do Mundo e classificou o Senegal, Salah e Mané voltaram a campo neste sábado, desta vez com a camisa do Liverpool, e celebraram uma vitória por 2 x 0 sobre o Watford, no Anfield Road, pela 30ª rodada do Campeonato Inglês. O resultado coloca o time comandado por Jürgen Klopp na liderança, com 72 pontos, dois a mais que o Manchester City, que enfrenta o Burnley ainda hoje.

Liverpool e City se encontram na próxima rodada, em partida marcada para 10 de abril, na mesma semana em que jogam as quartas de final da Liga dos Campeões, contra Benfica e Atlético de Madrid, respectivamente. Mesmo que o time de Pep Guardiola consiga recuperar a ponta da liga nacional, a equipe de Anfield Road, agora com dez vitórias seguidas, depende apenas de si para voltar ao primeiro lugar. A situação deixou os torcedores presentes no estádio bastante empolgados, mas não foi só para comemorar os gols que eles se manifestaram.

Read:  Tom Cruise brilha como protagonista de 'Top Gun' em Cannes

A torcida também fez questão de demonstrar apoio a Salah, que perdeu um pênalti na terça-feira, pela seleção egípcia, momentos antes de Mané converter a última penalidade para garantir a vaga do Senegal no mundial. Neste sábado, o artilheiro foi substituído justamente pelo companheiro senegalês, e palmas intensas explodiram nas arquibancadas até ele sentar no banco de reservas.

Antes disso, o Watford começou o jogo levando alguns sustos ao gol defendido por Alisson. Depois de observar um chute perigoso de Sarr logo aos cinco minutos, o goleiro da seleção brasileira fez uma boa intervenção um pouco mais tarde, aos 21, para evitar gol de Cucho Hernández após passe do garoto João Pedro, em contra-ataque dos visitantes. No minuto seguinte, Diogo Jota mudou os rumos da partida ao abrir o placar, de cabeça, aproveitando cruzamento de Joe Gomez.

Read:  Despidieron al ruso Mazepin y ya no podrá correr en la Fórmula 1

Após um primeiro tempo sem oferecer riscos, o Watford recuperou o fôlego no intervalo e tentou uma resposta mais intensa no início da etapa final. Ainda que João Pedro tenha tirado tinta da trave de Alisson, antes dos 15 minutos, não é possível dizer que houve uma pressão do time de Hertfordshire, que logo se viu dominado e não chegou a criar jogadas semelhantes.

Seguro, o Liverpool manteve o controle da partida e teve espaço para viver outros tipos de emoções além do jogo. Aos 24 minutos, quando Klopp tirou Mané para colocar Salah, em troca envolvendo justamente os dois nomes de um dos jogos mais falados das Eliminatórias, os torcedores aplaudiram muito o egípcio, que ficou muito abalado após a frustração vivida por ele diante do Senegal de Mané.

Read:  Talleres limpa vestiário e deixa presentes após jogo com o Flamengo

Nos minutos finais de jogo, o time da casa ainda conseguiu ampliar o placar. O árbitro marcou pênalti após o VAR constatar puxão de Kucka em Diogo Jota e o volante brasileiro Fabinho converteu para fechar o resultado.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesesportes