Ex-goleiro do Corinthians é condenado a três anos por morte de jovem

Ex-goleiro do Corinthians é condenado a três anos por morte de jovem

Ex-goleiro do Corinthians é condenado a três anos por morte de jovem

São Paulo — O ex-goleiro do Corinthians Raphael Aflalo, de 24 anos, foi condenado pelo atropelamento e morte de um adolescente de 17 anos em Santos, no litoral de São Paulo. Em abril de 2017, Raphael atingiu Matheus da Silva Souza do Nascimento, de 17, e seu padrasto, que ficou ferido.

A pena é de 3 anos, 7 meses e 16 dias de detenção em regime aberto. A sentença deverá ser cumprida por meio de prestação de serviços à comunidade ou entidade pública. O jogador também deverá doar a quantia equivalente a 10 salários mínimos em favor de instituição pública ou privada, de destinação social.

O atleta foi denunciado à Justiça por tentativa de homicídio e homicídio doloso eventual, quando pode haver intenção de matar. Ele estava dirigindo com a Carteira Nacional de Habilitação vencida.

Os laudos da Polícia Científica também indicaram que Raphael dirigia acima do limite de velocidade da via.

Direção temerária

Testemunhas ouvidas no caso afirmaram que o veículo dirigido por Raphael, uma BMW, trafegava em alta velocidade. Algumas pessoas ainda afirmaram que o veículo andava em “zigue-zague” pela via.

Na sentença, o juiz Leonardo de Mello Gonçalves, da 2ª Vara do Foro Criminal de Santos, argumentou que Raphael trafegava de modo temerário.

“Consta que o denunciado, ao conduzir seu veículo em via de intenso movimento com velocidade muito superior à permitida, assumiu o risco de produzir a morte de Matheus e Charles sendo indiferente quanto à previsibilidade da ocorrência do atropelamento”, escreveu em trecho de sua decisão.

No processo, a defesa tentou a absolvição do réu, que foi negada pelo juiz. Há ainda a possibilidade de recorrer da decisão.