BTS deveria ser dispensado do serviço militar, afirma ministro da Coreia do Sul · Rolling Stone

BTS deveria ser dispensado do serviço militar, afirma ministro da Coreia do Sul · Rolling Stone

BTS deveria ser dispensado do serviço militar, afirma ministro da Coreia do Sul · Rolling Stone

Ministro da Coreia do Sul pediu a isenção do serviço militar obrigatório para personalidades da arte e cultura, como BTS

Redação Publicado em 05/05/2022, às 11h34 – Atualizado em 06/05/2022, às 12h15

Ministro da Cultura, Esporte e Turismo da Coreia do Sul, Hwang Hee falou sobre a possibilidade do grupo de k-pop BTS não prestar o serviço militar obrigatório do país. Em uma coletiva de imprensa nesta quarta, 4, ministro sugeriu que artistas masculinos da cultura pop possam substituir os dois anos de serviço por outros programas. (via NME)

“Está na hora de criar um sistema para incorporar figuras de arte e cultura popular como pessoal de arte,” disse, de acordo com Yonhap News Agency, falando sobre personalidades como músicos e atletas sul-coreanos e como eles contribuem para uma melhora na imagem do país no exterior.

Read:  Gil do Vigor desabafa e diz que não aceitaria entrar em reality outra vez

+++ LEIA MAIS: BTS ‘quase perdeu’ apresentação no Grammy, revela produtor

“O sistema [de isenção] foi operado de forma significativa para dar àqueles, que melhoraram o status nacional com base em suas excelentes habilidades, mais chances de contribuir para o país, e não há razão para que o campo da arte e cultura popular seja excluído disso,” explicou.

A atual lei do Serviço Militar da Coreia do Sul exige que todos os homens coreanos fisicamente aptos se alistem para aproximadamente dois anos de serviço militar antes dos 30 anos. “Achei que alguém deveria ser uma voz responsável em um momento que há prós e contras conflitantes antes do alistamento de alguns integrantes do BTS.”

Read:  Seis personas fueron hospitalizadas tras dos accidentes en Otto Krause

+++ LEIA MAIS: Grammy 2022: Suga, do BTS, desabafa após perder prêmio: ‘Não devemos ficar tristes’

De acordo com a lei, Jin está previsto para iniciar no serviço militar em dezembro deste ano, por completar 30 anos neste mês. Ministro também ressaltou que obrigar artistas a interromper a carreira no auge seria uma perda não apenas para a cultura do país, mas também para o mundo. No entanto, a opinião ainda é vista como algo controverso.